ICMS Ecológico Portal Minas

 

 

Coleta Seletiva

O Brasil é um dos países com maior quantidade de matéria orgânica no lixo, cerca de 70%. Fato que demonstra um desperdício de 20 a 30% de alimentos através dos nossos hábitos alimentares, produção, transporte e armazenamento destes produtos. O lixo das cidades brasileiras mostra, também, que temos consumido e usado mais embalagens e produtos descartáveis e revela que cerca de 20% do lixo dos domicílios ainda não é sequer coletado pelas prefeituras. Outro dado triste que deve ser revertido é que, em Minas, dos 853 municípios, apenas 32, que correspondem somente a 20% da população do Estado, possuem sistemas de tratamento e destinação final de lixo licenciado pelo COPAM - Conselho Estadual de Política Ambiental.

A coleta seletiva é um processo que pode ajudar na redução, reutilização e reciclagem do lixo. Ela pode minimizar a geração de lixo através da separação de materiais na fonte que, coletados de forma separada, pode favorecer a reciclagem de produtos que podem ser comercializados novamente sem sequer chegar aos lixões.

Para que este processo e a experiência da coleta seletiva possa vir a dar resultados positivos, devemos: planejar, executar, avaliar e adequar. Todo trabalho deve ter ritmo e disciplina, com dinâmicas interativas, criativas e participativas.

Separação dos materiais

A separação pode ser entre:

• Secos e úmidos:

- Secos:
Papel, Plástico, Metal, Vidro

- Úmidos:
Resto de comida

• Recicláveis e Não Recicláveis:

- Recicláveis:

PAPEL: cadernos, embalagem de bala (drops), embalagens de papel A4, embalagem de Tetra Pack, embalagens de cereais, envelopes, extrato bancário, jornais, maço de cigarros e box, papel, papel de fax, papel de picolé, papel interno do maço de cigarros, papel de pipoca de microondas, papelão e revistas).

PLÁSTICO: aparelhos de barbear descartáveis, caneta, cartão de celular, cartão de crédito, cartão telefônico, cartela de remédio, cartucho de impressora, cotonete, disquete, embalagens de papel A4, embalagens de biscoito, de produtos de limpeza e beleza, embalagens PET, espiral (plástico), fita cassete, frascos plásticos de alimentos (limpos), remédios, óleos e aditivos automotivos, mouse pad, papel de bala, sacos de leite e de lixo, tampas plásticas, tubo de pasta dental e tubos de PVC.

METAL: alfinete, alumínio, clips, espiral (metal), fiação elétrica, grampo, latas de tinta, óleo, etc., prego e tachinha.

VIDRO: cacos, copos, garrafas e recipientes de vidro (coloridos ou não).

MATERIAIS PERIGOSOS: bateria, bateria de celular, pilha e prego (oxidado).

- Não Recicláveis:
Algodão, almofada de carimbo, barbante, borracha, capa de agenda - camurça e emborrachada, carbono, carimbo, casca e caroço de frutas, CD (disco), chicletes, cigarro, corretivo, durex, embalagens de chips, etiqueta, fio dental, gominha, guardanapo ou papel sujo, isopor, lápis, marmitex, palito de dente, palito de picolé, papel metalizado, tampinha de iogurte, tecido e todo material que contenha cola ou substância gordurosa).

Cores da Coleta seletiva:

Tempo de decomposição dos materiais na natureza:

Curiosidade: